Curiosidades sobre a Massagem Ayurvédica: Prana e doshas

Ayurvédica, técnica de massagem, indiana, prana, óleos adequados

Curiosidades sobre a Massagem Ayurvédica: Prana e doshas

Para trabalhar com a massagem ayurvédica pressupõe-se o conhecimento de todo o sistema terapêutico Ayurveda. A mera aplicação de uma ou outra técnica de massagem, ainda que de origem indiana, é insuficiente, pois a prática da massagem implica atuar sobre um corpo. Corpo este que integra um sistema corpo-mente-espírito, em que existe uma energia sutil, conhecida como prana – cujo conceito é de fundamental importância para a compreensão da Ayurveda.

O prana se manifesta em três doshas, que, na espécie humana, é uma espécie de tipo biopsicológico. Porém, os doshas podem ser observados em tudo o que existe na natureza – nos animais, nas plantas, no clima, no espaço físico etc – como resultado da combinação dos quatro elementos: terra, água, fogo e ar.

Vata, por sua vez, é um dos doshas e o que mais frequentemente necessita de tratamento – os outros doshas são pitta e kapha. Tudo isso deve ser considerado pelo terapeuta a partir da anamnese do paciente. Afinal, cada pessoa tem a sua própria constituição (prakruti), sua origem e seu momento (vakruti), que estão sempre sujeitos a variações que podem ser influenciadas pela alimentação (de fundamental importância na Ayurveda), pelo clima, pelas estações do ano, pela fase da vida do indivíduo etc. Cabe ao terapeuta, portanto, identificar os aspectos predominantes em cada dosha para um tratamento adequado.

Os tratamentos corporais ayurvédicos, como regra geral, utilizam óleos vegetais do tipo extravirgem, isto é, de primeira prensagem a frio. Sua função principal é nutrir o organismo, passando da pele para os tecidos mais profundos. Esses óleos são orgânicos e fazem parte da cultura Ayurveda de só usar no corpo aquilo que se pode levar à boca.

O terapeuta deve reconhecer o tipo de óleo mais adequado para cada atendimento em função da natureza constitucional e do estado de cada cliente. Dos óleos mais indicados, os mais facilmente encontrados são o de girassol, de gergelim, de coco, de amêndoa e de oliva. O ghee (manteiga clarificada) é também uma panaceia da tradição ayurvédica. Em um tratamento, o óleo também pode ser "medicado" com ervas adequadas a cada caso.

Nas massagens de rotina é costume usar no óleo-base algumas gotas de óleos essenciais, que são bons coadjuvantes na terapia corporal para proporcionar paz mental e espiritual. Também é costume usar um pouco de pó vegetal, muito fininho, que ajuda no aquecimento do corpo e tem função esfoliante. Pela tradição indiana, o mais frequente é o pó de cálamo, mas uma boa alternativa, e mais fácil de ser encontrada, é o de babaçu.


CONTEÚDO VIP

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Compartilhe

   
   
   
   

Veja os comentários deste post

Scroll to Top