Farinha de banana verde

Descubra porque a farinha de banana verde faz tanto sucesso

Farinha de banana verde

Comer banana é um dos hábitos saudáveis que nós brasileiros adquirimos desde a infância, não é à toa que o Brasil produz 8 milhões de toneladas de banana por ano.

O problema é que 60% da colheita se perde antes de chegar ao consumidor final.

Mas como qualquer outra fruta, quando verde, a banana é transportada com mais facilidade e armazenada por mais tempo do que quando madura.

Além de ser um produto ideal para ser industrializado, a banana verde contém um elevado teor de amido resistente e reduzida concentração de açúcar solúvel.

Mas o que é o amido resistente?

O amido resistente é um carboidrato que não vai gerar glicose no seu organismo, ele será fermentado no intestino grosso para produzir gases e ácidos graxos de cadeia curta (que são ácidos orgânicos produzidos por bactérias através da fermentação de carboidratos e proteínas que ingerimos), dentre outras coisas.

Por ser fermentado pela microbiota intestinal propicia inúmeros benefícios para o organismo e pode substituir outras fontes de alimentos pelo fato de ter um alto valor calórico.

O amido resistente modifica o ambiente do cólon intestinal, porque melhora a fermentação de polissacarídeos (carboidratos que são “quebrados” e usados no metabolismo energético e na construção de células) e proteínas e também atua na destruição de células com danos genéticos (relacionadas ao risco de Câncer de cólon retal).

Por tudo isso, estudiosos consideram que o resultado do uso do amido resistente seja, algumas vezes, comparado aos da fibra alimentar, por isso, ele pode ser indicado como fator de saciação (diminuição do apetite) e um grande poder de sacidade (eleva o tempo em que a pessoa sentirá fome entre 2 refeições), o que o torna um componente interessante em dietas ajudando na perda de peso e no colesterol.

Aos diabéticos tipo 2, aí vai outra vantagem. O amido resistente possui baixo índice glicêmico, podendo ser consumido sem problemas.

Mas a farinha de banana verde não é rica somente em amido resistente, quando comparada a farinhas comuns (a de trigo por exemplo) ela tem um alto teor de potássio, fósforo, magnésio, cobre, manganês e zinco, por isso ela pode ser utilizada para substituir a farinha de trigo nos pães e massas em geral.

A seguir aponto alguns resultados de estudos realizados com o uso da farinha de banana verde:

Protetor da mucosa gástrica:

A banana verde age como protetora da mucosa gástrica, por conter uma substância chamada de flavonóide leucocianidina, ela aumenta a resistência contra substâncias capazes de provocar úlceras, e também pode curar a úlcera na mucosa por aumentar sua reprodução de células.

Efeito hipoglicemiante:

Alguns estudos afirmam que o consumo de farinha de banana verde faz com que ocorra um estimulo na produção de insulina e no consumo da glicose.

A farinha de banana verde por ter a digestão lenta e baixo índice glicêmico (o açúcar presente na farinha demora para chegar na corrente sanguínea), é associada ao controle do diabetes, podendo preveni-lo se consumido à longo prazo.

Efeito antidiarreico:

O consumo de farinha de banana verde melhora a permeabilidade do intestino delgado, pois age nas bactérias presentes no cólon intestinal (conhecido como efeito colonotrófico).

Quando processada com a casca depois do seu cozimento, a banana verde aumenta a umidade do intestino, melhorando o seu funcionamento.

Além do que, como já disse anteriormente, quando ocorre a fermentação do amido no cólon intestinal, há uma colaboração na eliminação de agentes nocivos ao intestino e diminui a reabsorção de ácidos biliares.

Fontes de vitaminas:

Estudos comprovam que a farinha de banana verde contém vitamina B (B1 e B6), β-caroteno (pró-vitamina A) e vitamina C.

Doenças cardio-vasculades

O uso do amido resistente, reduz os níveis de colesterol e triglicérides, auxiliando na prevenção de doenças coronarianas.

Como e onde eu posso utilizar a farinha de banana verde?

Para aproveitar as propriedades funcionais do amido resistente na fabricação da farinha, a banana deve estar totalmente verde.

Abaixo cito algumas utilizações da farinha de banana verde que você pode fazer aí mesmo, na sua casa:

Substituição da farinha em massas:

Já existem locais que substituem a farinha de trigo no pão, no nhoque, nas massas de salgadinhos e no macarrão.

E comprovadamente eles mantêm o teor de vitaminas semelhantes à banana verde in natura além de ficar muito gostoso, é claro.

E o melhor de tudo, houve uma redução importante (mais de 98%) no teor de lipídeos (gorduras) nessas massas, além delas apresentarem mais sais minerais quando comparada com as massas tradicionais.

Para os celíacos, uma outra dica, é a utilização da farinha de banana verde para a fabricação de produtos sem glúten.

Fabricação de maionese:

Saindo um pouco da farinha, preparar maionese com a polpa da banana verde, deixa a maionese menos calórica, com menos gordura e com maior teor de potássio, ferro, cálcio, fósforo e magnésio.

Hambúrguer de banana verde:

Para os veganos de plantão, o hambúrguer de banana, elaborado com a polpa da banana verde em sua massa pode incrementar o consumo de frutas e incorporar valor à cadeia produtiva da banana.

E você? Conhece mais receitas para utilizar a farinha ou até mesmo a polpa da banana verde? Conte para nós, mandando sua mensagem ou comentário aqui.


CONTEÚDO VIP

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Compartilhe

   
   
   
   

Veja os comentários deste post

Scroll to Top